Black Friday: estratégias de venda nos marketplaces ?>

Black Friday: estratégias de venda nos marketplaces

Com a aproximação da Black Friday, a preparação dos e-commerces para o evento se intensifica. A sexta-feira de promoções acontece, neste ano, no dia 25 de novembro e promete movimentar lojas e consumidores, em um gigantesco potencial de vendas.

Nos marketplaces, o tráfego de consumidores em busca de produtos em oferta é altíssimo durante a Black Friday e os sellers têm grandes chances de impulsionar suas vendas e chegar a novos clientes.

Para aproveitar a data, é preciso planejar-se com antecedência e ter clareza de quais estratégias pretende empregar. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que podem ajudar no planejamento para o evento. Confira!

O principal atrativo é o preço baixo

Black Friday é sobre preços baixos: é isso que os consumidores esperam e buscam nesta data. Para participar do evento, você precisa pensar em como conseguir um preço competitivo para chamar a atenção de quem pretende aproveitar a sexta-feira para fazer compras.

Vale lembrar que é importante chegar a um valor adequado e bem pensado, de acordo com suas estratégias de precificação, para não ter problemas e não acabar no prejuízo. Além disso, cuidado com as falsas promoções! Faça ofertas com descontos reais – o consumidor vai saber se a sua promoção não for verdadeira e isso não será positivo para a sua imagem.

Entrar ou não na buy box?

Ter seu anúncio na buy box do marketplace pode alavancar suas vendas em grande escala, especialmente durante a Black Friday. Para conseguir o destaque, é preciso ficar de olho nos requisitos específicos de cada marketplace e, no geral, oferecer o preço mais baixo entre seus concorrentes.

Porém, tentar ou não o destaque do seu anúncio na buy box não é a única estratégia possível; é uma escolha. Pensando nos seus objetivos de venda, estoque e sistema de logística, talvez faça mais sentido para seu e-commerce não aparecer na buy box em um primeiro momento. Faça essa escolha de forma consciente, pondo na balança o preço final, os custos e suas condições operacionais para decidir o que vai funcionar melhor para sua loja.

Selecione produtos para trabalhar

Black Friday não significa necessariamente baixar o preço de todos os seus produtos. Selecione os produtos que entrarão na promoção e que terão a venda trabalhada no evento. Você pode escolher seus itens mais vendidos ou produtos que têm baixo giro para impulsionar a venda – tudo vai depender dos seus objetivos. De qualquer forma, certifique-se de que o mix selecionado tenha boa disponibilidade em estoque para não acabar vendendo o que não tem.

Considere ampliar a equipe durante o evento

A consequência mais provável da combinação preço baixo + Black Friday + venda online é a alta nas vendas. Mas, vender muito não é tudo o que importa: é preciso conseguir entregar tudo o que foi pedido, cumprindo os prazos prometidos.

Para dar conta do aumento da demanda, uma boa estratégia pode ser ampliar a equipe de trabalho na Black Friday – tanto para o atendimento aos clientes durante o período de promoções quanto para as ações operacionais que se seguem.

Prepare-se com antecedência

Seja qual for a estratégia escolhida, é preciso que ela esteja definida com clareza e com antecedência. O ideal é estabelecer suas estratégias pelo menos uma semana antes do dia de promoções, quando as vendas já começam a aumentar.

Além disso, alguns marketplaces congelam a alteração de preços com a proximidade do evento. Portanto, é fundamental verificar as regras da plataforma e estar preparado para não ser pego desprevenido.

Quer saber como preparar melhor o seu e-commerce para a Black Friday dentro dos marketplaces? Baixe já o nosso e-book gratuito!

baixe-o-ebook-como-se-preparar-para-a-black-friday-nos-marketplaces

Compartilhe esse artigo:

Comentários

comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *