Black Friday 2017: Descontos sem tiro no pé, como fazer? ?>

Black Friday 2017: Descontos sem tiro no pé, como fazer?

A Black Friday é um evento que gera no cliente a expectativa de encontrar os maiores descontos do ano. Atrair a atenção de compradores envolve oferecer esses descontos, mas fazer isso sem sacrificar toda a sua margem de lucro é uma missão desafiadora.

E engana-se quem pensa que aumentar os preços perto da Black Friday para abaixá-los no dia do evento é uma boa ideia: a “metade do dobro” é abominada por clientes e marketplaces. Os clientes já pesquisam com antecedência para se defenderem dessa prática, e 60 dias antes da Black Friday, os marketplaces proíbem o lojista de subir os preços.

Por isso, você vai precisar de uma boa dose de planejamento para traçar sua precificação! Veja as dicas que o ANYMARKET preparou junto à Tiny e o e-B1! Não perca também as principais dúvidas do mercado, elencadas a partir de um estudo do ANYMARKET e respondidas com a ajuda de nossos parceiros.

Nicho = oportunidade

Focar em um nicho significa menos concorrência e a chance de aumentar sua margem, já que existem chances de você ser o único seller do marketplace a oferecer esses produtos específicos.

Preço baixo vem de adequações

É muito importante lembrar do valor do frete e da carga tributária, pois são fatores que interferem em sua precificação. O frete deve ser estudado com base em seu custo médio, comparando com o custo de fretes de regiões ou produtos específicos. A carga tributária deve ser analisada em relação ao tipo de produto, estado de destino da mercadoria, diferentes tributos e formas de recolhimento que podem incidir na venda. Após levantar todos esses números, as adequações devem ser feitas junto à contabilidade da empresa.

As técnicas mais utilizadas

Existem conceitos e técnicas que podem te ajudar a precificar seus produtos não só na Black Friday como no ano todo! Conheça o conceito de Pareto, que se baseia na curva ABC para garantir rentabilidade; a conveniência, que envolve valor agregado; e o mark-up, que deve ser personalizado para cada lojista. Você aprende cada uma dessas técnicas em nossa série de vídeos sobre precificação.

Principais dúvidas do mercado sobre a Black Friday

– Qual a melhor estratégia para formação do preço para oferecer grandes descontos sem perder lucro e credibilidade?

“Criar uma estratégia baseada em números existentes, não apenas em projeções. Monte um ranking dos produtos mais vendidos e outro dos produtos com maior margem, a partir disso olhe para quais campeões de venda merecem uma negociação especial de compra ou uma solicitação de verba para o fornecedor” – Jasper Perrú, Product Owner do e-B1.

Estender a Black Friday para mais de um dia (como um fim de semana inteiro, ou até mais) é positivo ou negativo para prender a atenção do consumidor?

“Muitos grandes Players fazem, exemplo a Netshoes que faz o mês inteiro. Acho válido fazer o Final de semana, uma promoção estendida, mas deixar claro, nas redes sociais e nos e-mails que as principais ofertas serão no dia, e depois você terá um ‘chorinho’ das campanhas. ” – Jairo Soares, CEO/Inbound & Especialista em e-Commerce da Advice E-commerce.

– Vocês têm dicas para despertar mais confiança no consumidor sobre a Black Friday?

“Se essa não é a sua primeira vez, envie e-mails aos clientes com dados logísticos e de atendimento da última Black Friday. Mostre ao cliente que você entregou rápido e em dia, e que o atendimento foi rápido, prático e preciso. Mostre seu ‘Reclame Aqui’, se ele foi pouco acionado após a data e sempre utilize dados e gráficos para exemplificar. Fazer um infográfico pode ser uma boa. ” – Jairo Soares, CEO/Inbound & Especialista em e-Commerce da Advice E-commerce.

– A logística está preparada para atender a grande demanda da Black Friday?

“ A logística já entende o comportamento da demanda e a explosão de encomendas que há nesse período e tem sido o elo mais ativo no planejamento e preparação para atender a data. O ideal aqui é um planejamento integrado entre lojista e parceiro logístico, que reflita o mais ajustado plano comercial e todos as ações de vendas que o lojista irá executar para aproveitar a data, sempre com foco em atender bem o comprador. ” – Douglas Carvalho, diretor de operações da Mandaê.

– Como diminuir a desistência do consumidor que se depara com longos prazos de entrega?

O consumidor exige clareza de informações e que o que foi prometido pelo lojista seja cumprido – nada pior que um prazo já alongado que ainda não é cumprido. Mostrar isso de forma clara ao consumidor, até estabelecendo que o trade-off entre prazo e preço na data é algo que vale a pena e então cumprir com o acordado, tende a ser uma grande alavanca de vendas e satisfação para ambas as partes. ” – Douglas Carvalho, diretor de operações da Mandaê.

– A logística oferece algo diferenciado para essa data?

“Sempre há uma transportadora com capacidade excedente disposta a aceitar algum volume adicional em condições favoráveis. Porém, não recomendamos que buscar por negociações assim seja o “Plano A”, apenas uma maneira de desafogar a operação de uma Black Friday bem-sucedida sem onerar demais. ” – Gabriel Drummond, diretor da Intelipost.

Fique sabendo de muito mais sobre todas as etapas de venda! Nosso eBook gratuito reúne dicas incríveis sobre toda a preparação para vencer essa batalha que é a Black Friday!

Compartilhe esse artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *